Boa tarde
Outros esportes EliasElias 01 Agosto 2021 (142)

TÓQUIO 2020: Brasil tem grande atuação e vence a França no último jogo da fase de grupos

Em uma partida de alto nível técnico, seleção brasileira bateu os franceses por 3 sets a 2

TÓQUIO 2020: Brasil tem grande atuação e vence a França no último jogo da fase de grupos

Em mais uma grande atuação, assim como na partida anterior, diante dos Estados Unidos, a seleção brasileira masculina de vôlei bateu a França na madrugada deste domingo (1), no Horário de Brasília, por 3 sets a 2 (25/22, 37/39, 25/17, 21/25 e 20/18). O último jogo da fase classificatória dos Jogos Olímpicos de Tóquio, na Ariake Arena, pelo Grupo B, foi de altíssimo nível.

Agora o Brasil aguarda pelo fim da rodada para conhecer o adversário da próxima fase, quando começa a valer o sistema eliminatório.

Em Tóquio, o Brasil venceu a Tunísia na estreia e a Argentina na segunda rodada. Depois, acabou superado pelo Comitê Olímpico da Rússia e voltou a conquistar o resultado positivo diante dos Estados Unidos. Mais uma vitória, nesta noite, encerrou a participação do time verde e amarelo na fase.

O oposto Wallace foi o maior pontuador da seleção brasileira, com 23 pontos (20 de ataque, dois de bloqueio e um de saque). Os ponteiros Lucarelli e Leal também contribuíram bem com 21 e 20 respectivamente. O central Lucão também brilhou marcando 19 vezes, sendo sete de bloqueio.

Assim que terminou a partida, Leal elogiou o desempenho do grupo brasileiro, destacando a paciência como ponto importante para a vitória.

“Foi um jogo muito difícil. A França tem um volume de jogo muito alto e nós tivemos paciência no contra-ataque porque eles defendem muito bem. Hoje tivemos paciência, jogamos bola por bola e conseguimos uma grande vitória".

"O nível do saque hoje em dia é muito alto e nós jogamos sempre com bola quebrada e ter esse trio de atacantes (Wallace, Lucarelli e ele próprio), é um bom negócio para o Brasil. Agora temos que manter o jogo em um alto nível, pois passamos a jogar muito bem depois da derrota para a Rússia”, disse o ponteiro do Brasil.

O levantador Bruninho falou sobre o valor de uma boa atuação e um resultado positivo em uma partida de alto nível como essa.

“Sem dúvida que conseguir vencer em jogos assim, que sabemos que são decididos nos detalhes, que é preciso sangue frio e foco, dá uma sensação muito boa. Conseguimos lidar com a pressão de uma equipe que defende muito e passar por esses momentos na fase classificatória é algo que eleva o time a um outro nível".

"Temos o que melhorar, principalmente no contra-ataque, mas eu estou otimista e orgulhoso do nosso time que luta o tempo inteiro”, afirmou o capitão.

O técnico Renan também demonstrou orgulho: “acabar a primeira fase vencendo em uma partida de um equilíbrio impressionante é muito importante. A França não desiste nunca, está sempre atras de cada bola e nós fomos competentes o suficiente para vencer. Tivemos cautela, lucidez e arriscamos um pouco mais para trazer esse resultado positivo”, disse Renan, que ainda elogiou o alto nível do confronto.

“Não vi, nos últimos campeonatos, uma partida de equilíbrio tão grande. Foram muitos rallys, rallys longos, com defesas impressionantes, e o Brasil demonstrou maturidade e esse sentimento de querer muito”, disse Renan.

O comandante da seleção brasileira já falou sobre o futuro nesta trajetória olímpica. “A vitória era muito importante pela classificação e agora é sorteio, não dá para escolher adversário. Seja quem vier, vai ser o jogo mais importante do nosso quadriênio”, concluiu Renan.

O Brasil busca sua quinta final olímpica consecutiva. Em Atenas-04, o Brasil foi ouro, em Pequim-08 e Londres-12, a seleção masculina ficou com a medalha de prata, e no Rio-2016, o grupo brasileiro subiu ao degrau mais alto do pódio.

* Da redação/FIVB
Foto:Divulgação/FIVB

A vitória era muito importante pela classificação e agora é sorteio, não dá para escolher adversário. Seja quem vier, vai ser o jogo mais importante do nosso quadriênio.

Vôlei Masculino

TABELA - SELEÇÃO MASCULINA
23.07 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Tunísia (25/22, 25/20 e 25/15)
26.07 (SEGUNDA-FEIRA) – Brasil 3 x 2 Argentina (19/25, 21/25, 25/16, 25/21 e 16/14)
28.07 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 0 x 3 Comitê Olímpico da Rússia (22/25, 20/25 e 20/25)
29.07 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Estados Unidos (30/32, 25/23, 25/21 e 25/20)
31.07 (SÁBADO) – Brasil 3 x 2 França (25/22, 37/39, 25/17, 21/25 e 20/18)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário.


Politica de Privacidade