Boa tarde
Região EliasElias 29 Julho 2021 (49)

Quinta-feira foi de geada e temperaturas negativas em Santa Catarina

A condição de frio intenso vai perder força no final de semana, quando deve voltar a chover

Quinta-feira foi de geada e temperaturas negativas em Santa Catarina

Voltou a nevar em Santa Catarina. Moradores e turistas puderam conferir a queda dos flocos de neve e a paisagem coberta de branco em 23 municípios catarinenses. O fenômeno climático foi registrado no final da tarde e noite da quarta-feira, 28, e madrugada desta quinta-feira (29).

A intensa onda de frio, provocada por uma massa de ar polar, trouxe, além da neve, geada e temperaturas negativas. Ao todo, 61 municípios registraram temperaturas abaixo de 0°C.

Em Bom Jardim da Serra os termômetros marcaram -8,6°C, a menor temperatura registrada no Brasil neste ano. O recorde anterior era de -8,2°C registrado em 20 de julho, em Urupema, conforme medição do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram).

O meteorologista da Epagri/Ciram Marcelo Martins informou que a temperatura vai continuar baixa nesta quinta e sexta-feira.

“Na próxima madrugada teremos novamente a formação de geada nas áreas mais altas do Planalto Sul. Quando temos um dia ensolarado e sem umidade, o que se forma é a geada. A condição de frio intenso vai perder força no final de semana, quando deve voltar a chover”, disse.

O diretor de Gestão de Desastres da Defesa Civil de Santa Catarina, Daniel Dutra, salientou que os órgãos estaduais estão sob aviso para prestar, caso necessário, apoio aos municípios, e pontuou algumas recomendações que podem ser seguidas para evitar situações de risco.

“É preciso reforçar a atenção com a população mais vulnerável, como idosos, crianças e moradores de ruas. Os animais de estimação também precisam de cuidados especiais; assim, é recomendado que sejam abrigados durante a noite”, explicou.

Ele reforçou que é importante manter-se aquecido, mas evitar técnicas que possam colocar as pessoas em risco, como acender churrasqueiras ou latas com combustíveis dentro de casa. “Este procedimento pode provocar incêndios, queimaduras, ou causar a morte devido à inalação de monóxido de carbono.”


* Elisabety Borghelotti/Secom
Fotos: Foto: Mycchel Legnaghi/Prefeitura de São Joaquim

É preciso reforçar a atenção com a população mais vulnerável, como idosos, crianças e moradores de ruas. Os animais de estimação também precisam de cuidados especiais.


Cuidados

Órgãos do Governo do Estado mantêm as orientações de prevenção a turistas e moradores. Veja outras recomendações:

- Somente se desloque para as regiões mais frias com a garantia de hospedagem;

- Nas rodovias, fique atento ao risco de gelo na pista;

- No interior das casas, não utilize churrasqueiras ou latas com fogo, que podem provocar incêndios ou intoxicação por monóxido de carbono;

- Busque orientação técnica para proteger a produção agrícola e pecuária;

- Mantenha-se bem hidratado, agasalhado e não descuide da higienização das mãos e ambientes.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário.