Bom dia
Saúde EliasElias 12 Maio 2021 (70)

Profissionais da educação terão plano de imunização regional

Comitês Municipais de Gerenciamento da Pandemia realizam filtro preliminar do cadastro dos profissionais da educação para o Plano de Imunização

Profissionais da educação terão plano de imunização regional

Na manhã desta terça-feira (11), os Comitês Municipais de Gerenciamento da Pandemia Covid-19 da região da AMFRI reuniram-se, de maneira reunião virtual, para receber orientações gerais sobre os filtros preliminares do cadastro dos Profissionais da Educação que integrarão o Plano Estadual Prioritário de Imunização, dessa categoria profissional, no Estado de Santa Catarina. A entrega da planilha de cada município deve ser feita ao Governo do Estado.

No final do mês de abril até nesta segunda-feira (10), foi realizado o cadastro, via formulário, de todos os profissionais que atuam na educação básica, profissionalizante e no ensino superior. O envio dos formulários foi realizado via Secretarias de Educação, por meio dos Comitês Municipais do PlanCon, a fim de identificar os profissionais.

A consultora em Educação da AMFRI, Gilmara da Silva, explica que o trabalho de filtro dos cadastros é minucioso e fundamental para que a vacinação atenda a todos os profissionais, embora ainda não tenha data estabelecida.

“Nesta segunda-feira encerrou o cadastro dos profissionais de educação por meio do formulário estruturado de forma padrão. Na manhã desta terça-feira (11) realizamos uma reunião, via AMFRI, com todos os integrantes dos comitês municipais, para que pudéssemos repassar as informações de filtro desses cadastros, que foi disponibilizado pelo Governo do Estado”.

Gilmara explica que os filtros devem ser feitos para desconsiderar CPF duplicados, profissionais que trabalham em outros municípios. Ainda é necessário rever datas de nascimento.

"Cuidados com a área de atuação, e a forma de trabalho (presencial, remota, híbrido, misto), além das colunas que questionam se o respondente reside com idoso com doença crônica ou se faz parte do grupo de risco para a Covid-19, também precisam ser levados em conta", finaliza.

* Lyandra Machado Batista/Assessoria de Comunicação

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário.