Boa tarde
Região EliasElias 30 Agosto 2021 (114)

Implantação da rede de água tratada alcança 24% da obra na Várzea do Ranchinho

O novo sistema levará água tratada a 500 moradores até o final deste ano e 2 mil pessoas até o final de 2022.

Implantação da rede de água tratada alcança 24% da obra na Várzea do Ranchinho

Um total de 1.153 metros de rede de distribuição de água tratada já foi implantado pela concessionária Águas de Camboriú na Várzea do Ranchinho. A colocação dos tubos no bairro corresponde a 24% do total previsto de 4.770 metros.

Também será construída uma adutora de 2.200 metros, que transportará água da estação de tratamento, em Balneário Camboriú, até a localidade, em um investimento total de R$ 2 milhões.

Até o momento, já receberam a tubulação parte da rua Timbó, rua Taiô, rua Presidente Nereu e rua Presidente Getulio. A obra é um marco para a comunidade local, que há muitos anos esperava pela implantação do serviço.

O novo sistema levará água tratada a 500 moradores da Várzea do Ranchinho até o final deste ano e 2 mil pessoas até o final de 2022.

Por conta desta obra, moradores do entorno podem enfrentar problemas temporários de locomoção. A concessionária lembra que os benefícios, no entanto, serão a longo prazo, trazendo impactos positivos no desenvolvimento do bairro, com ganhos na saúde e qualidade de vida.

Depois de implantar a rede, a Águas de Camboriú recupera as condições de trafegabilidade das ruas. Segundo o engenheiro responsável pela obra, Rudner Sapla, a vala da rede é recomposta com solo no mesmo dia que a tubulação é assentada.

“É feita a compactação do material recomposto e ensaios com laboratório de solos para garantir a compactação e a qualidade dos serviços prestados. Quando a rua tem asfalto ou lajota, este é recomposto em até 5 dias úteis”, explica.

As condições climáticas podem, eventualmente, afetar o andamento da recomposição das vias.A previsão da Águas de Camboriú é de concluir a implantação da rede de distribuição de água no bairro em outubro.

Já a adutora deve ficar pronta até dezembro deste ano, dependendo da aprovação do processo pela Agência Naciontral de Transportes Terrestres (ANTT).
Várzea do Ranchinho

* Luciana Zonta/Buriti Jornalistas Associados
Fotos: Divulgação

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário.


Politica de Privacidade